Caso Clínico 1 – Constipação Crônica

Giovanni Maciocia

 

Uma mulher de 37 anos vem à consulta por constipação crônica. Vai ao banheiro a cada 3 dias e o problema se agrava por stress emocional (trabalha em uma companhia internacional que a estressa muito). Às vezes, alterna e vai ao banheiro até 3 vezes no mesmo dia. As fezes são secas e duras.

Durante os dois últimos meses teve dores em distensão no abdomen a cada vez que comia, com uma sensação de queimação no epigástrio.

Apresenta distensão abdominal após as refeições, e muito sono. As digestões são lentas e difíceis.

Sente-se muito irritadiça e sente vontade de chorar antes do período menstrual. Diz que quer chorar mas não pode. Diz estar muito frustrada com seu trabalho.

Ocasionalmente tem uma sensação de corpo estranho na garganta. Duas vezes teve dores na região costal (atribuídas à dança).

À noite sente formigamentos e parestesias nas pernas. Tem memória ruim. Atravessa períodos de insônia (dificuldade em pegar no sono, desperta na metade da noite); seu período menstrual é escasso e suas unhas quebradiças. A menstruação é regular, a cada 32 dias, com duração de 4 dias. Há presença de coágulos, mas não há dores.

Sua língua é muito fina, ligeiramente vermelho-arroxeada (especialmente nas laterais), com uma saburra amarela sem raiz que é mais grossa na raiz. A ponta está muito vermelha.

Diagnóstico

As síndromes envolvidas são: estagnação de Qi do Fígado, com Qi do Fígado invadindo o Estômago (constipação, dor em distensão, dor costal, sensação de nó na garaganta) assim como deficiência do Qi do Baço e Humidade no sistema digestivo (digestões difíceis, sono após as refeições, saburra amarela mais grossa na raiz).

Também há uma Deficiência de Sangue (menstruações escassas, queda de cabelo, unhas quebradiças, insônia). A Deficiência de Sangue ocasionalmente dá lugar à ascensão do Qi do Fígado causando as dores de cabeça latejantes.

Percebe-se um pouco de Estagnação do Sangue do Fígado (língua arroxeada, coágulos escuros), mas esta não é uma síndrome principal. A saburra sem raiz mostra também algo de insuficiência do Yin do Estômago, que causa a sensação de queimação no epigástrio.

O pulso não está em corda, o que indica que a estagnação de Qi do Fígado é secundária à deficiência do Sangue do Fígado.

Tratamento

A paciente foi tratada com acupuntura e alguns remédios dos Três Tesouros (Three Treasures) e do Tesouro das Mulheres (Women’s Treasure). Foi prescrito Smooth Passage (pela manhã) para tratar as três síndromes de estagnação de Qi do Fígado, Deficiência do Qi do Baço e Umidade, e Central Mansion (à tarde) para nutrir o Qi e o Yin do Estômago e resolver a Umidade. Estes dois remédios foram tomados diariamente. Freing the Moon foi incluído durante a fase 4 do ciclo menstrual.

Após duas semanas tomando os remédios, a paciente começou a ir ao banheiro diariamente, e as fezes voltaram a ter consistência normal. Ao longo das semanas seguintes, a paciente relatou estar sentindo-se muito melhor e mais relaxada a nível mental/emocional, sem a sensação de corpo estranho na garganta, e reagindo de “maneira normal frente às situações de estresse”. Um mês depois, o trânsito intestinal estava normal novamente e a paciente disse “sinto-me muito bem, como não me sentia a anos. O tratamento ainda prossegue.

Traduzido do artigo: CASO CLÍNICO 1 – ESTREÑIMIENTO CRÓNICO – Maciocia, Giovanni (http://maciociaonlinespanish.blogspot.com/2011/09/caso-clinico-1-estrenimiento-cronico.html)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *